Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2015 > Abril > Ministério capacita técnicos do governo de São Paulo

Notícias

Ministério capacita técnicos do governo de São Paulo

CAPACITAÇÃO

Ação vai permitir que dados do Cadastro Único sejam utilizados pelo governo estadual para elaborar e implantar políticas e programas que melhorem a vida da população de baixa renda. Dados são enviados periodicamente desde 2009
publicado  em 14/04/2015 21h00

Brasília, 14 – Uma equipe técnica do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) se reúne nesta quinta (16) e sexta-feira (17), na capital paulista, com uma equipe de técnicos do governo de São Paulo para qualificá-los no uso dos dados do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal. Desde 2009, o MDS envia periodicamente a base de dados a todas as gestões estaduais.

Com estes dados, os gestores paulistas poderão elaborar e implantar políticas e programas que melhorem a vida da população de baixa renda. Uma das tecnologias mais avançadas do mundo, o Cadastro Único é instrumento fundamental para a superação da pobreza e da extrema pobreza. Por meio dele, o poder público tem uma radiografia mais nítida das carências e necessidades da população.

Sua utilização pelos governos estaduais proporciona maior abrangência dos programas, ajuda a identificar os potenciais beneficiários e evita a sobreposição de políticas para uma mesma família. O sistema hoje tem quase 3,7 milhões de famílias paulistas cadastradas. Destas, 1,3 milhão recebem mensalmente o Bolsa Família. São Paulo é o segundo estado do país com maior quantidade de beneficiários no programa de complementação de renda.

Saiba mais
 
Fazem parte do Cadastro Único as famílias que têm renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa ou renda mensal total de até três salários mínimos. Aquelas com renda superior a meio salário mínimo também podem ser cadastradas, desde que sua inserção esteja vinculada a programas sociais desenvolvidos pelo poder público nas três esferas do Estado.
 
Nem todos que estão no Cadastro Único recebem o Bolsa Família, já que o programa de transferência de renda é voltado para as famílias com renda mensal por pessoa de até R$ 154.
 
No Cadastro, é possível conhecer a composição de cada família, endereço e características do domicílio, o acesso a serviços públicos de água, saneamento e energia elétrica e despesas mensais, por exemplo. Além disso, para cada um dos componentes da unidade familiar, o Cadastro traz documentação civil, qualificação escolar, situação no mercado de trabalho, rendimentos, entre outras informações.


Informações sobre os programas do MDS:
0800-707-2003
mdspravoce.mds.gov.br

Informações para a imprensa:

Ascom/MDS
(61) 2030-1021
www.mds.gov.br/saladeimprensa