Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2014 > Setembro > Sudeste discute políticas para povos e comunidades tradicionais

Notícias

Sudeste discute políticas para povos e comunidades tradicionais

COMUNIDADES TRADICIONAIS

Encontro regional, promovido em Vitória (ES), é preparatório para evento nacional em novembro
publicado  em 16/09/2014 00h00

Brasília, 16 – Cerca de 180 lideranças de povos e comunidades tradicionais do Sudeste e representantes do governo federal estão reunidos até esta quinta-feira (18) em Vitória (ES). O objetivo é discutir as políticas públicas para o segmento. No evento, também serão escolhidos 40 delegados para o encontro nacional que será promovido entre os dias 24 e 27 de novembro, em Brasília.


Representante da comunidade de apanhadeiras de sempre-vivas – flor típica do Vale do Jequitinhonha, em Minas Gerais – Geralda Soares da Silva, de 57 anos, disse que o encontro é “a oportunidade de mostrar para os governantes que sua comunidade existe e precisa ser representada”. 

“As comunidades existem há mais de 300 anos. Precisamos lutar pelo nosso reconhecimento. São mais de 500 famílias que dependem da sempre-viva. Sempre preservamos a flor”, destacou Geralda, que mora em Diamantina (MG). Segundo a representante, os campos de sempre-vivas estão sendo substituídos para a produção de eucaliptos e de gado.

Na abertura do encontro, o secretário executivo do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) e presidente da Comissão Nacional de Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais (CNPCT), Marcelo Cardona, afirmou que o objetivo “é dar voz a todos os segmentos para que os debates aconteçam e sejam legítimos”. 

“Temos segurança e certeza da legitimidade do processo que estamos construindo. Já fizemos muito, mas temos clareza de que muito ainda precisa ser feito pelos povos e comunidades tradicionais”, disse.

O encontro em Vitória é o último de uma série de eventos regionais organizados pela CNPCT, que é presidida pelo MDS e secretariada pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA).

Central de Atendimento do MDS:
0800-707-2003

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021
www.mds.gov.br/saladeimprensa

registrado em: