Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2014 > Outubro > Tereza Campello: Brasil é referência mundial em tecnologias sociais

Notícias

Tereza Campello: Brasil é referência mundial em tecnologias sociais

ACESSO À ÁGUA

Em visita à Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, ministra destacou importância das cisternas para a população do Semiárido
publicado  em 16/10/2014 00h00

Brasília, 16 – A ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Tereza Campello, reforçou nessa quarta-feira (15) que o Brasil é referência mundial e exporta tecnologias sociais, como as cisternas – unidades para o armazenamento de água que garantem à população do Semiárido a convivência com a seca prolongada. 

“A cisterna é uma invenção do sertanejo que possibilita que as pessoas possam sobreviver no período de estiagem tendo água para beber, tomar banho e fazer comida”, disse ela, na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, promovida no Pavilhão de Exposições do Parque da Cidade, em Brasília.

Para Tereza Campello, a semana é uma oportunidade o público conhecer tecnologias de ponta aliadas a processos mais simples. A tecnologia dos reservatórios de água, lembrou a ministra, foi aprimorada por meio do Programa Água Para Todos, que desde 2011 leva água para mais de mais de 695 mil famílias.

Além das cisternas, o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) levou outra tecnologia social para o evento: a lancha da assistência social. Construídas em parceria com a Marinha do Brasil, as embarcações são utilizadas pelas equipes volantes dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) para o acompanhamento das famílias atendidas pelo Sistema Único da Assistência Social (Suas) que vivem em localidades mais distantes e de difícil acesso da Amazônia Legal, como as comunidades indígenas e ribeirinhas. As lanchas têm 7,70 metros de comprimento e capacidade para 12 pessoas.

Integração – Para o secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional do MDS, Arnoldo de Campos, as cisternas estão mudando a paisagem do Semiárido. “Até o final deste ano, mais 100 mil equipamentos de água para a produção serão instalados na região”, afirmou ele, ao participar da mesa redonda “A importância das ações de ciência e tecnologia para o desenvolvimento social nas políticas públicas do Brasil”.

Na ocasião, Campos falou sobre a tecnologia desenvolvida para o Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal – grande mapa de vulnerabilidade social do país que a cada dia consolida-se como ferramenta estratégica de gestão. “O cadastro resulta de um trabalho integrado entre os ministérios, o que possibilita o acompanhamento dos beneficiários de 20 programas sociais do governo.”

Central de Atendimento do MDS:
0800-707-2003

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021