Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2014 > Outubro > Programas sociais brasileiros promovem igualdade de gênero

Notícias

Programas sociais brasileiros promovem igualdade de gênero

PROGRAMAS SOCIAIS

Representante do escritório da ONU Mulheres no Brasil, Nadine Gasman, destaca importância do país priorizar as mulheres para participarem de projetos e receberem benefícios
publicado  em 03/10/2014 00h00

Brasília, 3 – A promoção da igualdade de gênero é um dos frutos das políticas sociais brasileiras. Por meio do Bolsa Família, por exemplo, as mulheres em situação mais vulnerável hoje têm melhores condições de exercer seus direitos. A avaliação é da representante do escritório da ONU Mulheres no Brasil, Nadine Gasman, que participou hoje do Sexta com Debate, evento realizado pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), em Brasília.

Segundo Nadine, o formato do Bolsa Família amplia a autonomia das mulheres nas decisões relativas às suas próprias vidas e de suas famílias ao dar a titularidade do cartão de recebimento do benefício preferencialmente a elas. “Ter consciência do que é gênero nesses programas é uma grande oportunidade de promover mudanças”, afirma.

Já a secretária adjunta de Avaliação e Gestão da Informação do MDS, Paula Montagner, observa que trabalhar pela redução das desigualdades faz com que a mulher passe a ocupar novos espaços, alcançados por medidas que, muitas vezes, aparentam ser simples. “É ela quem conversa com a assistência social, frequenta o banco e lida com o dinheiro que recebe”, exemplifica. “Parecem coisas pequenas, mas são coisas muito importantes e muito novas para a população, mesmo nos dias de hoje.”

Para a representante da ONU, o maior desafio agora é fazer chegar a todas as mulheres a garantia do exercício do direito em sua diversidade e seus mais variados níveis, como mulheres negras, indígenas e homossexuais, entre outros.

Central de Atendimento do MDS:
0800-707-2003

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021