Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2014 > Outubro > Com receitas saudáveis, creche ensina alunos sobre a importância do uso integral dos alimentos

Notícias

Com receitas saudáveis, creche ensina alunos sobre a importância do uso integral dos alimentos

EDUCAÇÃO ALIMENTAR

Projeto experimental em área periférica São Paulo reduziu 50% do lixo orgânico da instituição, reutilizando alimentos que seriam descartados, mesmo podendo ser consumidos
publicado  em 20/10/2014 00h00

20-10-14 - crecheSP-alimentacaosaudavel-sergioamaral.jpgBrasília, 20 – Já pensou seu filho comendo bolo de casca de banana, farofa de folhas e talos, sucos feitos com talos e folhas de verduras que seriam descartados? Na Creche Conjunto Prestes Maia, isso acontece. Localizada no centro urbano do distrito de Guaianazes, uma região carente do extremo leste da cidade de São Paulo, a unidade recebe em período integral crianças de 0 a 4 anos, que aprendem a importância do aproveitamento integral dos alimentos por meio de receitas saudáveis e do cultivo na horta didática.

O projeto Alimentação Saudável e Sustentabilidade surgiu na creche de Guaianazes por causa da necessidade de evitar o desperdício dos alimentos. O processo começou em outubro de 2013 e envolveu a capacitação dos professores, oficinas e palestras com pais e alunos, visitas às feiras livres da região e a retomada do projeto da horta didática.

“O interessante é que nosso projeto não altera o cardápio, ele amplia e enriquece”, explicou a diretora Maria da Paz Souza Santana. Ela explicou ainda que os restos que não são utilizados nas receitas são direcionados para a compostagem da horta. “Conseguimos reduzir cerca de 50% do lixo orgânico aqui na instituição”, contou.

Ainda em fase experimental e autorizado pela secretaria municipal de Educação de São Paulo, o projeto tem mudado a vida das crianças do Conjunto Prestes Maia. Inicialmente as novas receitas surpreenderam os alunos. Moradoras de bairros mais carentes, onde o hábito de comer frutas, legumes e vegetais são mais raros, algumas crianças apresentaram resistência à nova comida, muitas vezes por não conhecerem os alimentos. “As crianças que apresentam mais dificuldade têm um trabalho de acompanhamento e orientação às famílias. É um trabalho diário do professor”, ressaltou a diretora.

Parte integrante do projeto, a horta didática foi fundamental para que as crianças conhecessem e aceitassem melhor os novos alimentos. Em uma das oficinas oferecidas pela instituição, os pais, junto com os filhos, foram convidados a vivenciar o processo de plantio e colheita dos vegetais. “Esse processo também faz parte da proposta pedagógica. Para que a criança compreenda todo o ciclo da natureza e como isso tudo chega até o prato dela”, avaliou Maria da Paz.

O resultado do aproveitamento integral dos alimentos transformou-se em um livro de receitas com mais de 60 preparações, entre pratos de entrada, sucos, sobremesas, pratos quentes e a tabela calórica de cada receita. “A concepção do projeto [Alimentação Saudável e Sustentabilidade] também envolve você democratizar o acesso à informação aos pais. Então, a maneira da gente atingir um público maior foi através do livro de receitas”, explicou a diretora. O documento será lançado no próximo dia 24 de outubro e as receitas são todas acessíveis ao orçamento das famílias.

Central de Atendimento do MDS:
0800-707-2003

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021