Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2014 > Outubro > Cadernos de Educação Alimentar e Nutricional estimulam boas práticas nos serviços socioassistenciais

Notícias

Cadernos de Educação Alimentar e Nutricional estimulam boas práticas nos serviços socioassistenciais

EDUCAÇÃO ALIMENTAR

Publicações do MDS orientam gestores e técnicos da assistência social a promover ações que garantam um estilo de vida mais saudável à população
publicado  em 17/10/2014 00h00

Brasília, 17 – A nutricionista Alessandra da Silva Lemos, de 30 anos, trabalha na creche Instituto Paz e Vida, na região administrativa de Ceilândia, em Brasília. Durante as refeições, percebeu que a maioria jogava legumes, verduras e frutas embaixo da mesa. “A gente observava que, no final da refeição, as crianças jogavam os alimentos debaixo da mesa ou no prato do colega”, relata.

Para mudar o comportamento, ela recorreu a recursos lúdicos como desenhos, vídeos e degustações de alimentos. Conseguiu despertar o interesse pela alimentação saudável, principalmente entre as crianças de 4 a 5 anos. “Algumas crianças nem conheciam os alimentos apresentados, mas acabaram se surpreendendo. Hoje, até repetem os lanches”, orgulha-se a nutricionista, destacando que o desperdício foi reduzido em quase 80%. “As crianças estão valorizando mais a comida. Já perguntam o que tem de verdura no dia.”

Alessandra conta que as ideias desenvolvidas na creche Instituto Paz e Vida foram retiradas do Caderno Metodológico de Atividades de Educação Alimentar e Nutricional do Distrito Federal, produzido a partir dos Cadernos de Educação Alimentar e Nutricional, do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS).

As publicações do ministério fazem parte de uma série de ações do governo federal para promover a segurança alimentar e garantir um estilo de vida saudável para a população, objetivos do Dia Mundial da Alimentação, celebrado nessa quinta-feira (16).

O secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional do MDS, Arnoldo de Campos, reforça que os cadernos orientam, informam e incentivam reflexões, mas não delimitam os caminhos a serem seguidos. “É importante que os gestores conheçam as famílias e as especificidades do estado e do município. Assim, poderão explorar mais a produção local, além de promover novas ações para um estilo de vida saudável e qualidade de vida”, afirmou.

Os documentos auxiliam os profissionais de assistência social na garantia de uma alimentação adequada e no enfrentamento ao sobrepeso e à obesidade. Apresentam conceitos importantes e dicas de alimentação em diferentes ciclos da vida – desde o aleitamento materno até os cuidados necessários para a alimentação dos idosos. Também sugerem um conjunto de atividades lúdicas, pedagógicas e culturais com o objetivo de discutir e estimular boas práticas alimentares a partir da experiência de cada um.

Os cadernos têm duas linhas de trabalho: o Caderno Teórico, que apresenta os conceitos de segurança alimentar e nutricional, e alimentação adequada e saudável; e o de Atividades, que apresenta sugestões de atividades de educação alimentar e nutricional para a abordagem nos serviços socioassistenciais.

Central de Atendimento do MDS:
0800-707-2003

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021