Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2014 > Novembro > Bolsa Família: Integração nos municípios reforça resultados do programa

Notícias

Bolsa Família: Integração nos municípios reforça resultados do programa

BOLSA FAMÍLIA

Ação articulada entre áreas de assistência social, educação e saúde das prefeituras permite que gestores públicos levem melhor qualidade de serviços às famílias beneficiárias
publicado  em 25/11/2014 00h00

Brasília, 25 – Independente de um município ser pequeno, médio ou grande, na grande maioria das prefeituras existe uma convergência de esforços entre as áreas de assistência social, educação e saúde para garantir que os beneficiários do Bolsa Família tenham direito a uma vida melhor, além da complementação de renda que já recebem. Esta constatação foi apresentada, nesta terça-feira (25), a gestores das três áreas dos governos estaduais e de prefeituras durante o Encontro Nacional Intersetorial do Programa Bolsa Família, que segue em Brasília até quarta (26).

“Vemos que os gestores estão indo além do processo de trabalho, para levar uma melhor qualidade de serviço para estas famílias”, afirmou Rodrigo Lofrano, especialista na coordenação de Articulação Intersetorial do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS). O objetivo do governo federal era avaliar como a gestão do programa de transferência de renda está se relacionando nos municípios.

Um dos desafios é apoiar as prefeituras para que esta articulação seja mais formal, indo além dos contatos por telefone, internet e reuniões. “Esse tipo de atuação permite de fato uma maior flexibilidade, mas, por outro lado, é mais arriscado quanto à continuidade das ações”, explicou Lofrano.

O estudo identificou, em cidades maiores, instrumentos institucionais, com sistemas mais eficientes de informação, instalação de comissões intersetoriais, realização de eventos e capacitação de equipes. “Não bastam as pessoas se conhecerem, serem mais próximas, como nos pequenos municípios. A intersetorialidade tem que ser trabalhada, incentivada e apoiada”, concluiu o coordenador.

Central de Atendimento do MDS:
0800-707-2003

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021