Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2014 > Novembro > A história de Cassiano: O milagre da água

Notícias

A história de Cassiano: O milagre da água

ACESSO À AGUA

Cassiano, como é conhecido Francisco Alves de Souza, já sofreu muito por conta da seca, mas viu a vida mudar em 2012 com a chegada da cisterna, do programa Água para Todos
publicado  em 10/11/2014 00h00

Brasília, 10 – Seu Cassiano, como é conhecido Francisco Alves de Souza, 61 anos, já sofreu muito por conta da seca, mas viu a vida mudar em 2012 com a chegada da cisterna, do programa Água para Todos, do Brasil Sem Miséria. “A cisterna para mim é um milagre. É o milagre da água chegando e nós tendo um lugar onde guardar”, afirma.


Beneficiário do Bolsa Família, o sertanejo mora na comunidade de Serrote Feio, área rural do município de Madalena (CE). A esposa Maria Neci Pereira, 55 anos, conta que a família agora tem qualidade de vida: não precisa mais deixar os quatro filhos sozinhos para ir buscar água. “Eu ajudava a carregar a água e tinha que deixar os meninos pequenos em casa sozinhos. Hoje não é mais assim.”

Cassiano lembra que já pensou em sair do sertão várias vezes. Em 1993, com a seca, ele perdeu a esperança e o gado, que teve que ser vendido para evitar que a família passasse fome. Ele também não queria ver os animais morrerem de sede. “Só não passamos fome porque minha sogra ajudou a gente”, explica.

O sertanejo ficou com apenas três vacas e um burro, afetuosamente chamado de Canaro. Por muito tempo, Canaro foi o fiel companheiro da família para buscar água para beber e cozinhar em um açude localizado a cerca de 10 quilômetros. “Nós podemos ficar um, dois dias sem comer, mas sem água ninguém vive.”

Hoje a realidade é outra. Cassiano possui dez cabeças de gado e produz milho e feijão para consumo próprio. A família recebe recursos do Garantia Safra para apoiar a colheita.

Leia também:
Governo federal cumpre meta e entrega 750 mil cisternas no Semiárido
A história de Valdemiro: Cisterna garante vida na roça


Central de Atendimento do MDS:
0800-707-2003

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021