Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2014 > Novembro > “Agora minha vida é outra”

Notícias

“Agora minha vida é outra”

PRONATEC

Costureiras do Acre se qualificaram pelo Pronatec Brasil Sem Miséria e criaram cooperativa. No país, quase 1,5 milhão de matrículas foram feitas no programa
publicado  em 06/11/2014 00h00

Brasília, 5 – Aos 51 anos, Maria de Nazaré da Silva finalmente está trabalhando com o que gosta. Beneficiária do Bolsa Família, a agora costureira integra a Cooperativa Verde Moda Juruá, em Cruzeiro do Sul (AC). Depois de trabalhar por quase toda a vida no seringal, sofrendo de depressão, a mãe de sete filhos encontrou uma chance de mudar sua realidade com o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), na modalidade Brasil Sem Miséria. No Senac do município, ela cursou corte e costura e modelagem.


“Não acreditava que conseguiria mudar de vida”, diz Maria de Nazaré, enquanto conta que aprendeu a fazer os uniformes dos filhos, além de muitas outras peças. “Quero fazer mais. Agora minha vida é outra e eu só espero melhorar daqui pra frente. Enquanto eu puder e tiver saúde, vou me esforçar para aprender. Fazer parte da cooperativa é motivo de orgulho e confiança no futuro. Estamos só começando, mas tenho certeza que vamos aumentar nossas rendas.”

Assim como ela, Albanice Oliveira da Silva, 41 anos, também teve a oportunidade de fazer cursos do Pronatec e melhorar sua técnica de costura. Casada, mãe de três filhos, a beneficiária do Bolsa Família já tinha noções básicas de corte e costura. “O Pronatec foi uma oportunidade para me aperfeiçoar. Estou trabalhando com o que gosto.” Em todo o país, a população de baixa renda inscrita no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal efetuou quase 1,5 milhão de matrículas no programa. No total, são oferecidos 621 cursos de qualificação profissional em 3.509 municípios.

Criada pela professora Maria Benício de Oliveira, a Cooperativa Verde Moda Juruá reúne 64 mulheres formadas pelo Pronatec. “O certificado do programa é requisito para que elas integrem a entidade”, explica. Todas as cooperadas são ex-alunas de Maria Benício. Trabalham na cooperativa e em suas casas. Confeccionam uniformes escolares, atendendo três escolas públicas e igrejas de Cruzeiro do Sul. “A produção está a todo vapor e, cada vez mais, chegam novas encomendas. Está sendo muito gratificante pra mim, como professora delas.”

Central de Atendimento do MDS:                 
0800-707-2003

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021

registrado em: ,