Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2014 > Julho > Presidente do Equador conhece experiência de inclusão produtiva

Notícias

Presidente do Equador conhece experiência de inclusão produtiva

PROGRAMAS SOCIAIS

Projeto qualifica pessoas em situação de vulnerabilidade social no Distrito Federal
publicado  em 17/07/2014 00h00

Brasília, 17 – O presidente do Equador, Rafael Correa, conheceu, nesta quinta-feira (17), projeto no Distrito Federal que qualifica profissionalmente pessoas incluídas no Cadastro Único dos Programas Sociais do Governo Federal e beneficiárias do Bolsa Família. A ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, e o governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, acompanharam o chefe de Estado durante a visita à sede do projeto Fábrica Social.

Rafael Correa apontou os avanços do Brasil na área social e disse que tem o desejo de impulsionar as ações desenvolvidas no seu país com o aprendizado que recebeu do governo brasileiro.

“Aprendemos muito sobre o Bolsa Família. De modo geral, estamos fazendo coisas parecidas, mas as ações brasileiras sempre nos ajudam a aprimorar o nosso trabalho”,  afirmou. Ele ressaltou também a importância das compras públicas no apoio à inclusão produtiva dos mais pobres.

A ministra Tereza Campello destacou que a troca de experiência entre os países é proveitosa para as duas partes. “O Brasil tem muito a oferecer. Toda vez que entramos em contato com países que estão na mesma luta, como é o caso do Equador, temos a oportunidade de avançar”.

Atualmente, o Fábrica Social atende aproximadamente 1,9 mil pessoas em situação de vulnerabilidade social. A capacitação profissional realizada no local é voltada para as áreas têxtil, de material esportivo (bordado, serigrafia, corte e costura de laminados, camisetas e uniformes, além da confecção de bolas, redes esportivas, mochilas bolsas e pastas) e de construção civil (elétrica, hidráulica, revestimento, pintura e alvenaria).

Capacitação – Edna Borges Correa, de 46 anos, beneficiária do Bolsa Família, trabalha na fábrica, confeccionando bandeiras do Brasil. O filho dela, Tiago Borges Pereira, de 23 anos, também faz parte do programa de capacitação profissional. Durante o período da tarde, a família cultiva verduras e hortaliças em um assentamento na área rural de Sobradinho (DF), a 22 quilômetros de Brasília. A produção é vendida nos arredores da cidade. Edna conta que a renda melhorou muito. “Já conseguimos comprar uma Kombi ano 95”, comemora.

Já a costureira Severina Tereza do Nascimento, de 48 anos, também  beneficiária do Bolsa Família, afirmou que aprendeu todo o ofício na Fábrica Social. “Antes eu não conseguia nem colocar uma linha na agulha da máquina. Para uma pessoa que não sabe ler nem escrever como eu, aprender e trabalhar são motivos de muita alegria”, ressaltou.

Políticas públicas – A  pedido do presidente Rafael Correa, a ministra Tereza Campello se reuniu na quarta-feira (16) com a comitiva do governo do Equador para apresentar as principais políticas públicas e programas sociais brasileiros. Eles conheceram as ações de combate à pobreza e à desnutrição. O presidente equatoriano demonstrou interesse no Cadastro Único, instrumento que identifica e caracteriza as famílias de baixa renda, e nos resultados do Bolsa Família e suas condicionalidades.

Central de Atendimento do MDS:
0800-707-2003

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021