Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2014 > Julho > Encontro sobre monitoramento e vigilância socioassistencial reúne mais de 300 profissionais em Brasília

Notícias

Encontro sobre monitoramento e vigilância socioassistencial reúne mais de 300 profissionais em Brasília

ASSISTÊNCIA SOCIAL

Evento promovido pelo MDS avalia avanços e desafios da assistência social no país
publicado  em 31/07/2014 00h00

Brasília, 31 – O VIII Encontro Nacional de Monitoramento e Vigilância Socioassistencial reúne mais de 300 profissionais da assistência social de todo o país, em Brasília, até esta sexta-feira (1º). O evento é promovido pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), com o tema Avaliando a implantação da Vigilância Socioassistencial. Esta é oitava edição do encontro, realizado desde 2007. O objetivo é analisar os avanços, desafios e orientações estratégicas para a área.

A secretária nacional de Assistência Social do MDS, Denise Colin, explica que, durante o evento, serão apresentados os dados do Censo do Sistema Único da Assistência Social (Suas). "Vamos mostrar aos municípios esse levantamento, que demonstra o quanto o sistema está ganhando institucionalidade, descentralização e capilaridade."

A vigilância socioassistencial é uma área vinculada à gestão do Suas e tem por objetivo produzir e sistematizar informações sobre as situações de vulnerabilidade e risco que incidem sobre famílias e indivíduos. Também são levadas em consideração as características e distribuição da rede socioassistencial. Esses dados subsidiam o planejamento, supervisão e execução dos serviços da assistência social.

"O encontro mostra que estados e municípios têm se preocupado com a temática para o aprimoramento das atividades desempenhadas na ponta. Esta é uma oportunidade de falar diretamente com os usuários das informações produzidas", observa o secretário de Avaliação e Gestão da Informação (Sagi) do MDS, Paulo Jannuzzi.

Ele lembra que a Sagi tem desenvolvido ferramentas para subsidiar os gestores estaduais e municipais a cumprirem as atividades de monitoramento do Suas. A secretaria também tem colaborado na capacitação de técnicos e gestores da assistência social nos instrumentos de monitoramento e avaliação. Mais de 2,4 mil técnicos foram formados em cursos de indicadores do sistema e do Plano Brasil Sem Miséria.

O presidente do Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS), Edivaldo Ramos, reforça que o monitoramento é uma prática que deve ser constante. "A informação é a ferramenta principal do controle social. Sem ela não temos atuação nem debate qualificados."

Participam do encontro técnicos, gestores e conselheiros da assistência social, além de professores e pesquisadores que atuam na área.

Central de Atendimento do MDS:
0800-707-2003

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021