Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2014 > Dezembro > MDS discute agricultura familiar no encontro Fomentar

Notícias

MDS discute agricultura familiar no encontro Fomentar

SEGURANÇA ALIMENTAR

Programas importantes para a segurança alimentar e nutricional, como o PAA e o Pnae, foram destaques no evento
publicado  em 09/12/2014 00h00

Brasília, 9 – O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) participou do debate sobre agricultura familiar e compras públicas no encontro Fomentar: Arena Internacional de Debates sobre o Uso do Poder de Compra do Estado como Indutor de Políticas Públicas, nesta terça-feira (9), em Brasília. Promovido pelo Sebrae e pelo Instituto de Compras Governamentais (ICG), o encontro reuniu os principais gestores de compras dos governos federal, estadual e municipal, além de representantes de pequenas empresas, especialistas e estudiosos do tema.

A coordenadora geral de Aquisições e Distribuição de Alimentos do MDS, Hétel Leepkaln dos Santos, presidiu a mesa "O Estado da Arte do Uso do Poder de Compra do Estado como Indutor do Desenvolvimento Local: Agricultura Familiar e Compras Públicas". Ela destacou a importância dos programas de Aquisição de Alimentos (PAA) e Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), além das compras institucionais, nas políticas de segurança alimentar e nutricional do governo federal.

“Quando o governo brasileiro pensa em compras públicas para a agricultura familiar ele busca, acima de tudo, contribuir para a segurança alimentar e nutricional da população e promover o acesso dos agricultores familiares ao mercado", explicou Hétel.

A coordenadora de Licitações e Contratos do Ministério da Defesa, Mônica Santos, que também participou do debate, ressaltou a qualidade dos alimentos entregues pelos agricultores. A Defesa foi o primeiro ministério a realizar chamada pública para aquisição de alimentos da agricultura familiar na modalidade Compra Institucional do PAA. “Não temos do que reclamar. Os alimentos são de uma qualidade excepcional. O bom é que os agricultores estão felizes, vendendo para o governo e recebendo. Estamos contribuindo para fixar o homem na terra”, afirmou.

Durante o encontro, o agricultor familiar Laudino José dos Santos, de Porto Acre (AC), contou como sua vida mudou depois que entrou para a Cooperativa de Produtores de Polpa de Frutas do Estado do Acre, em 2010. Ele produz 40 tipos de alimentos, entre hortaliças, verduras e frutas, e passou a vender a produção para o Pnae em 2013. "Participar da agricultura familiar melhorou as condições financeiras e a convivência familiar. Esse foi o ponto principal”, disse.

Central de Atendimento do MDS:
0800-707-2003

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021