Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2014 > Dezembro > Gestores e técnicos apresentam resultados do plano de superação da pobreza

Notícias

Gestores e técnicos apresentam resultados do plano de superação da pobreza

Superação da Extrema Pobreza

Diretor da Escola Municipal Manoel Ferreira, Amilton dos Santos contou experiência do Mais Educação no município de Estância (SE)
publicado  em 11/12/2014 00h00

Brasília - Os resultados das ações do Plano Brasil Sem Miséria na vida da população mais pobre foram apresentados por gestores e técnicos, nesta quinta-feira (11), em Brasília, na sexta edição dos Diálogos Governo-Sociedade Civil. 

Ao participar do painel “Garantia de Direitos – um novo olhar do Estado para o acesso dos mais pobres às políticas públicas”, o diretor da Escola Municipal Manoel Ferreira, de Estância (SE), Amilton dos Santos, contou que mais de 4 mil crianças do Bolsa Família são beneficiárias do Mais Educação, programa que garante recursos às escolas para que os alunos participem de atividades que articulem disciplinas curriculares com práticas socioculturais.

Leia também:


Para Amilton, o principal ganho é investir no ensino das crianças que teriam a rua como destino no período contrário às aulas. “Hoje esses alunos ficam de oito a nove horas com os profissionais de educação. Aprendem e se qualificam cada vez mais, e têm acesso à alimentação saudável”, destacou.

Já a coordenadora do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Itinerante de Corumbá (MS), Lilia Maria Bezerra, relatou a experiência de busca ativa no município. Com a estratégia, disse ela, 680 famílias que estavam isoladas na região foram incluídas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal.

Segundo Lilia, as equipes volantes foram a localidades com até um dia de distância da sede do município. Lá, constataram que muitas famílias estavam em extrema pobreza. “Agora essas pessoas são cidadãos mais críticos, que sabem se posicionar em relação aos seus direitos. A transformação já aconteceu nessas famílias”, afirmou ela, ao falar da autoestima das famílias incluídas nos programas sociais.

Ações – Para a coordenadora geral de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde, Patricia Jaime, que também participou do painel, o encontro da agenda do Brasil Carinhoso, uma das ações estratégicas do Brasil Sem Miséria, com o compromisso do Sistema Único de Saúde (SUS) colaborou para resultados importantes, como o aumento da estatura das crianças mais pobres e a redução da desnutrição crônica. “Desenvolvemos um conjunto de ações que melhoraram as condições de vida das crianças brasileiras e garantimos qualidade de vida às famílias mais vulneráveis. Isso mostra que reduzimos as iniquidades em saúde, garantindo o direito de todos à saúde”, afirmou.

O representante da Comissão Nacional dos Extrativistas, Costeiros e Marinhos, Carlos Alberto Santos, sugeriu que, no momento posterior ao Plano Brasil Sem Miséria, o governo federal promova ações para gerar mais inclusão produtiva para grupos específicos. “Superamos grandes obstáculos em relação à pobreza, mas temos novas demandas que só podem ser atendidas com o empoderamento das comunidades”, afirmou. “Precisamos garantir que as famílias que estão saindo da pobreza melhorem cada vez mais.”

Central de Atendimento do MDS:
0800-707-2003

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021