Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2014 > Dezembro > Brasil Sem Miséria transforma a vida do homem do campo

Notícias

Brasil Sem Miséria transforma a vida do homem do campo

COMBATE À POBREZA

Ministra Tereza Campello destacou que renda das famílias extremamente pobres cresceu 88% entre dezembro de 2011 e junho de 2014
publicado  em 10/12/2014 00h00

Brasília, 10 – Cosme Dias Bezerra teve que deixar sua terra natal – Uauá, na Bahia –, em 1993, em busca de uma vida melhor para a esposa e os quatro filhos. Depois de alguns anos em São Paulo, ele retornou para o sertão porque “a vida na cidade grande foi mais difícil”. “Quando estava em São Paulo, cheguei a dormir na rua.”

Hoje, ele é agricultor familiar e conseguiu, com o apoio dos programas de Fomento às Atividades Produtivas Rurais e Água para Todos, mudar de vida. Cosme apresentou sua história de sucesso no Seminário Inclusão Produtiva Rural - Experiências, Perspectivas e Desafios a partir do Plano Brasil sem Miséria, em Brasília. Contou que produz diversas hortaliças e verduras, além de criar caprinos. Voltar para São Paulo, disse ele, é algo fora de questão. “A cisterna de 1ª água melhorou muito a saúde da minha família. Já a de 2ª água aumentou minha produção. Não vamos mais nos deslocar do Nordeste para São Paulo”, comemorou.


O seminário celebrou essas e muitas outras histórias de superação da extrema pobreza no campo, como a de Catarina Bezerra, agricultora familiar de Mauriti (CE). Ela disse que mudou de vida depois que começou a criar galinhas graças ao programa Fomento e ao Microcrédito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). “Antes desses projetos, a vida era muito difícil. Agora melhorou muito. Meus filhos não passam mais dificuldades.”

Assentada do PAE Ilha Urubuquara, em Cachoeira do Ariri (PA), Lauriza Lopes dos Santos também contou sua história. Ela é beneficiária dos programas Bolsa Verde e tem apoio da assistência técnica e extensão rural (Ater) e do Cadastro Ambiental Rural. “O Brasil Sem Miséria está mudando nossa comunidade.”

A ministra do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Tereza Campello, destacou que a rede de proteção social rural trouxe grandes melhorias à população do campo, como o aumento de renda das famílias extremamente pobres - crescimento de 88% entre dezembro de 2011 e junho de 2014. “A fome e a miséria não são fenômenos naturais. Só conseguimos combater e superar essas questões com ações e políticas de Estado.”

Tereza ressaltou ainda que o governo conseguiu perceber as diversidades da população brasileira e assim construir políticas diferenciadas para chegar aos mais pobres.  “Temos um Estado novo, que olha as diferentes carências e as diversidades desse país maravilhoso.”


Promovido pelo MDS em parceria com o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), a Unesco e o Banco Mundial, o evento reuniu gestores públicos, beneficiários e especialistas para discutir os desafios e as perspectivas para a ampliação do alcance da estratégia de inclusão produtiva rural, executada de forma exitosa no período entre 2011 e 2014.

O Plano Brasil Sem Miséria é uma ação do governo federal criada em 2011 estruturada em três frentes fundamentais para a inclusão social no Brasil: garantia de renda, acesso a serviços públicos (como educação, saúde, saneamento e energia elétrica) e inclusão produtiva, tanto urbana quanto rural.

Ao final do evento, serão lançados o vídeo "Inclusão Produtiva Rural e a Segurança Alimentar e Nutricional" e o livro "O Brasil sem miséria" - em meio a uma mostra fotográfica do tema.

Central de Atendimento do MDS:
0800-707-2003

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021