Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2014 > Agosto > Agricultura familiar, camponesa e indígena é tema de encontro em Brasília

Notícias

Agricultura familiar, camponesa e indígena é tema de encontro em Brasília

AGRICULTURA FAMILIAR

Evento reuniu representantes de entidades e do governo federal com o objetivo de discutir a integração de ações voltadas à segurança alimentar e nutricional
publicado  em 07/08/2014 00h00

Brasília, 7 – A agricultura familiar, camponesa e indígena foi tema do Encontro Interconselhos e Comissões sobre o Ano Internacional da Agricultura Familiar, Camponesa e Indígena, realizado nessa quarta-feira (6), no Palácio do Planalto, em Brasília. O objetivo foi reafirmar o papel dos produtores para o desenvolvimento rural sustentável de forma a garantir alimentação saudável, além de reconhecer e valorizar a sociobiodiversidade, buscando a integração das ações voltadas à segurança alimentar e nutricional.

Durante o evento, a ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, destacou a importância em reunir conselhos e comissões nacionais para discutir as políticas de segurança alimentar e nutricional e lembrou o papel da agricultura familiar para o desenvolvimento do país. “Hoje a maioria das pessoas sabe que é a agricultura familiar que alimenta o país. E, quando se pensa em alimento saudável, se pensa nesse segmento”, afirmou. Em todo o Brasil, a agricultura familiar corresponde a 84% dos estabelecimentos agropecuários.

O encontro foi promovido pelo Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea), pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário (Condraf), e pela Comissão Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica (Cnapo) - órgãos colegiados formados por representantes governamentais e da sociedade civil. A iniciativa é fruto da mobilização de movimentos sociais do campo com apoio de vários governos, inclusive do Brasil, que iniciaram uma campanha em 2008 para que as Nações Unidas adotassem a proposta de um Ano Internacional da Agricultura Familiar.

A secretária adjunta de Segurança Alimentar e Nutricional do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Lilian Rahal, reforçou que o governo está mobilizando os colegiados e a sociedade civil para ampliar os resultados do Plano Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional. “Vamos juntar temas que sejam mais relevantes, que estejam em todas essas instâncias, para fazer um enfretamento comum de diversas questões para conseguir avançar no desenvolvimento rural, na segurança alimentar e na política de agroecologia”, explicou.

Central de Atendimento do MDS:
0800-707-2003

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021